Presidente da SBP presta homenagem ao acadêmico Azor José de Lima

“Como disse o escritor português José Saramago, aqueles que amamos e partiram continuam a caminhar conosco”. Com essa declaração, a presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), dra. Luciana Rodrigues Silva, sintetizou suas saudações em homenagem ao dr. Azor José de Lima, falecido em agosto deste ano. A fala da especialista integrou a “sessão da saudade” dedicada ao médico, promovida em formato virtual, pela Academia Nacional de Medicina (ANM), na noite da última terça-feira (29).

Durante sua apresentação, a representante dos pediatras brasileiros fez questão de enfatizar a relevância do dr. Azor para a história da SBP, especialmente na luta por melhores condições de assistência para crianças e adolescentes no Brasil.

“Gostaria de estender abraços fraternos aos familiares e a todos aqueles que tiveram a feliz oportunidade de conviver com esse brilhante pediatra. Sobretudo dedico minhas condolências a sua esposa, professora Maria Marta. Certamente, a inteligência e o entusiasmo do dr. Azor nos acompanharão para sempre”, disse emocionada a dra. Luciana Silva.

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR À LIVE

TRAJETÓRIA– Formado em 1958 pela Faculdade de Medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o especialista era amplamente reconhecido por sua atuação pioneira no País. Dentre seus feitos, dr. Azor José de Lima foi um dos responsáveis pela criação do Serviço de Pediatria do Hospital Universitário Grafrée e Guinle, no Rio de Janeiro (RJ), pela elaboração do Serviço de Pediatria do Espírito Santo e pela criação da Sociedade Espiritossantense de Pediatria (Soespe).

Na SBP, sucedeu Reinaldo Martins na presidência da instituição, em 1981, quando conseguiu organizar 45 Cursos de Integração Pediátrica em âmbito nacional. Na Academia Brasileira de Pediatria (ABP), ocupava a cadeira nº 9.

Durante sua campanha para a ANM, esbarrou em vários obstáculos, devido ao baixo prestígio da pediatria na entidade. Ainda assim, conseguiu ocupar uma de suas cadeiras e tornou-se o único pediatra a ocupar, ao mesmo tempo, uma cadeira naquela entidade e no Conselho Acadêmico da SBP.