Queda no uso de preservativos e menosprezo às DSTs causam aumento da sífilis congênita no Brasil

Publicado em 23 de junho de 2017 – por Eugenio Goussinsky 

O aumento do número de casos de sífilis no Brasil tem preocupado especialistas por dois motivos. Primeiro, a sífilis era, até pouco tempo atrás, uma doença controlada, inclusive por se enfermidade de tratamento relativamente simples. Segundo: a retomada desta DST (doença sexualmente transmissível) também tem sido responsável pelo aumento da sífilis congênita, que infecta o bebê durante a gravidez. E os prejuízos, nestes casos, são ainda maiores para os recém-nascidos. 

(...) Para contrapor tal situação, a campanha Outubro Verde, da Sociedade Brasileira de Pediatria, surgiu em 2016, impulsionada por um período de desabastecimento de penicilina. A mensagem era compensar a então falta do medicamento com a prática da prevenção. Dentre as orientações estão a necessidade de realização de pelo menos seis exames pré-natais, testes laboratoriais, tratamento da mãe e do parceiro e utilização de preservativos nas relações sexuais. 

Leia mais

Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520