UFRN e Sopern capacitam mais de 270 profissionais da saúde no Teste do Coraçãozinho nas cidades de Natal e Santa Cruz

Em continuidade ao treinamento de profissionais e estudantes da área da saúde na realização da oximetria de pulso, mais conhecida como Teste do Coraçãozinho, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Norte (Sopern), promoveu a capacitação de 37 profissionais em Santa Cruz, cidade a 122 quilômetros de Natal (RN). 

A atividade ocorreu em 27 de setembro, no Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), e contou com a presença de enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem. A capacitação foi coordenada por Profa. Gisele Leite (UFRN/SOPERN/SBP), e ministrada pelos instrutores do Projeto Teste do Coraçãozinho UFRN/SOPERN, contando com a enfermeira Cybelle Dutra da Silva e  alunos do Curso de Medicina da UFRN e Universidade Potiguar (UNP).

CONHECIMENTOS - “Esta foi a atividade que deu início ao projeto de Interiorização do Teste do Coraçãozinho. Nossa experiência foi muito especial e positiva com essa nova etapa no projeto, principalmente com a troca de conhecimentos com os presentes”, declarou dra. Gisele Leite. 

A cardiopediatra destacou ainda a contribuição deixada para o HUAB e a excelente organização do Hospital, cujo sistema de monitoramento da triagem neonatal inclui o Teste do Coraçãozinho com ótimo percentuais: são 98% de neonatos triados, desconsiderados os natimortos e os encaminhados à UTI neonatal. 

“Este é um modelo digno de exemplo para outras unidades. Na oportunidade, os profissionais também perceberam e pontuaram a necessidade de revisão nos protocolos de realização do Teste do Coraçãozinho, tendo sido firmado o compromisso com a gestão local de se efetivarem alterações”, disse. 

OUTROS TREINAMENTOS – No início de setembro também ocorreram três dias de treinamento para enfermeiros e estudante de técnico de enfermagem da Universidade Potiguar (UnP), também em Natal. O curso, realizado nos dias 6, 9 e 11 de setembro, capacitou 241 pessoas. 

“A oximetria de pulso é fundamental para detectar precocemente se o recém-nascido possui alguma doença grave no coração. As cardiopatias congênitas matam duas vezes mais que os cânceres infantis e são a principal causa de morte dentre as malformações congênitas. Por isso, desde 2015, temos investido intensamente em treinamentos. Somente no primeiro semestre de 2019, cerca de 200 pessoas foram qualificadas. Além disso, já iniciamos ações com especialistas de outros estados”, informou.

AVASUS – Devido à necessidade de expandir a capacitação para outros pontos do Brasil, a Secretaria de Educação à Distância (SEDIS) da UFRN, em parceria com o Ministério da Saúde, está elaborando plataforma de treinamento online denominada AVASUS. O serviço será lançado até o fim do ano e tem como objetivo qualificar profissionais e estudantes. 

Por meio de aulas à distância, eles serão treinados para a realização da oximetria de pulso, bem como propiciar o início de uma linha de cuidado à criança cardiopata nas localidades onde se conseguir a implementação do teste.

Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520