carregando...

12 respostas sobre repelentes para proteger as crianças do Aedes

Saiu na imprensa 30/03/2016

uol-mulhe-gravidez

 

 

 

Por Beatriz Vichesi – publicado em 28 de março de 2016

Para evitar que o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, aproxime-se das crianças, o uso de repelentes é o primeiro cuidado de todos os pais. Mas antes de ir às compras, é preciso levar diversos aspectos em consideração, como as substâncias presentes no mercado e a idade da criança.

 (…) Os pais devem escolher um produto que tenha na fórmula IR3535, DEET ou icaridina. Além disso, é indicado conferir com o pediatra a concentração ideal de substância ativa, o que varia de acordo com a idade da criança. Dependendo do país, a concentração de princípio ativo varia. “O Brasil segue a corrente canadense, mais restritiva. Nos Estados Unidos e na França, são liberadas concentrações maiores de DEET, por exemplo”, afirma Kerstin Taniguchi Abagge, pediatra e dermatologista, presidente do Departamento Científico de Dermatologia da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

 Leia mais.