carregando...

Pediatra na sala de parto, vitória da SBP!

SBP em Ação 31/03/2016

canstockphoto0049995

Acaba de sair a Portaria nº 306, de 28 de março de 2016, que aprova as “Diretrizes de Atenção à Gestante: a operação cesariana”, garantindo a presença do pediatra em todas as cesarianas. Trata-se de mais uma “vitória da SBP, de seu Programa de Reanimação Neonatal (PRN) e dos pediatras”, salienta o dr. Eduardo da Silva Vaz. O presidente ressalta a importância do trabalho das coordenadoras do PRN, Maria Fernanda de Almeida e Ruth Guinsburg, de Sérgio Marba, também do Programa, e de centenas de colegas que não mediram esforços para garantir a valorização da nossa especialidade e a qualidade de vida das crianças”.

Em maio do ano passado, documento colocado em consulta pública pelo Ministério da Saúde restringia a presença do pediatra às cesarianas avaliadas como de risco. A SBP reagiu com firmeza e conclamou os pediatras a se manifestarem. Foram mais de duas mil contribuições. Em documento, a Sociedade lembrou, dentre outros argumentos, que “a necessidade de reanimação neonatal pode ocorrer mesmo tratando-se de parturientes de baixo risco, e que a demora em iniciar a reanimação ou a utilização de manobras inadequadas pode aumentar a morbimortalidade neonatal e as sequelas neurológicas”.

Agora, nas “Diretrizes de Atenção à Gestante: a operação cesariana”, nº 170, de março de 2016, está definido: “Quando o nascimento ocorrer por operação cesariana, é recomendada a presença de um médico pediatra adequadamente treinado em reanimação neonatal’. De acordo com Maria Fernanda de Almeida e Ruth Guinsburg, a ênfase na capacitação em reanimação neonatal é fundamental em todos os nascimentos. Segundo Sérgio Marba, o texto do parto normal também já foi aprovado e aguarda apenas trâmites burocráticos.  “Ficou ótimo”, adianta.

Veja aqui a Portaria publicada do Diário Oficial e

Leia a íntegra das “Diretrizes de Atenção à Gestante: a operação cesariana”, nº 170, de março de 2016.