A SBP

Conheça a história e a atuação da Sociedade Brasileira de Pediatria, considerada a maior sociedade médica de especialidade do Brasil e uma das maiores entidades pediátricas do mundo


A SBP

Instituição sem fins lucrativos, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) defende os interesses dos médicos de crianças e adolescentes, dos seus pacientes e famílias. Centenária, a instituição vem crescendo a cada ano em tamanho, atuação e relevância social. 

Filiada à Associação Médica Brasileira (AMB) e à Associação Internacional de Pediatria (IPA), a SBP se relaciona com diversas outras entidades nacionais e internacionais. Participa da Rede Nacional da Primeira Infância (RNPI), do Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNDCA), da Rede “Não Bata, Eduque”, dentre outras que atuam para a promoção da qualidade de vida na infância e na juventude. 

No Corpo Científico, possui Departamentos e Grupos de Trabalho, compostos por renomados especialistas das diferentes áreas de atuação dessa importante especialidade da medicina. 

A sede da SBP está localizada na cidade do Rio de Janeiro. A entidade tem escritórios em São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS), além de 27 filiadas (sociedades pediátricas de todos os estados e Distrito Federal). 

Histórico

A SBP foi idealizada pelo médico Fernandes Figueira, seu primeiro presidente, que fundou a instituição em 27 de julho de 1910. Dedicada ao estudo dos problemas e patologias infantis, a entidade preencheu uma lacuna desse segmento no Brasil. 

A 1ª Jornada de Puericultura e Pediatria, realizada em 1947, gerou várias discussões sobre a nacionalização da SBP. Essa expansão aconteceu na gestão de José Magalhães Carvalho, em 1951, com ativa participação de Álvaro Aguiar, então secretário-geral da entidade, com a filiação das sociedades e departamentos estaduais de Pediatria. O maior obstáculo foi vencido por Carlos Prado, que trouxe o Departamento de Pediatria da Associação Paulista de Medicina para a lista de filiados.

Os presidentes das filiadas se reuniram pela primeira vez em 1980, com o objetivo de reestruturar o estatuto da Sociedade, que, em 1974, registrava 4.905 associados – bem mais que os 1.600 no ano de 1960. A reforma do estatuto criou o Conselho Superior, reunindo os presidentes de todas as filiadas, com funções deliberativas. 

A partir daí a SBP passou a ter um governo colegiado. Além disso, as eleições para a Diretoria passaram a ser feitas mediante envio das cédulas pelos Correios a todos os associados, o que permitiu a universalização do voto e, portanto, aumentou o grau de participação dos associados na direção da SBP.

Também no período 1980-1982, o sistema de pagamento de anuidades foi centralizado, com repasse de cotas para as filiadas. Essas ações políticas e administrativas viabilizaram o rápido crescimento da SBP nos anos seguintes. Desde 2013, as eleições da entidade ocorrem por meio de votação eletrônica via internet. 

Atualmente, a SBP ainda tem muitos desafios, mas espera contribuir cada vez mais para a melhoria dos serviços médicos prestados às crianças e aos adolescentes do Brasil e da qualidade de informação dirigida ao aprimoramento profissional dos pediatras brasileiros. 

A sede

A SBP reunia-se inicialmente na Academia Nacional de Medicina, no Rio de Janeiro, sendo que, em 1929, fixou sua sede na Sociedade de Medicina e Cirurgia, onde funcionou por muitos anos. 

Em 1960, inaugurou sua primeira sede própria na Av. Franklin Roosevelt, 39, no Centro do Rio de Janeiro.  Em 1979, a sede foi transferida para Botafogo. Em 1995, se instalou em Copacabana, onde funciona até hoje, ocupando todos os andares de um prédio com excelente estrutura para atender às demandas da entidade.

Jornal de Pediatria

Fernandes Figueira e seus discípulos publicaram artigos em diferentes veículos de comunicação da área médica até que, em 1923, Álvaro Reis criou a Revista Brasileira de Pediatria, publicação oficial da SBP. 

Em outubro de 1928, Dr. Américo Augusto fundou a revista mensal de clínica, higiene infantil e puericultura intitulada Arquivos da Pediatria – junto com o professor Olinto Oliveira, que atuou como diretor científico. 

O Jornal de Pediatria (JPed) é um verdadeiro roteiro histórico para os que desejam avaliar os progressos da Pediatria brasileira, pelo bom conteúdo de seus artigos. O veículo, inicialmente denominado A Pediatria, foi criado em 1934 e recebeu o novo nome a partir do nono fascículo. 

Eventos Científicos

“Visando congregar numa verdadeira família aqueles que se dedicam à Pediatria”, nas palavras do seu inesquecível presidente Álvaro Aguiar, a SBP crescia também no padrão de qualidade das atividades que desenvolvia. 

Desde a Conferência Nacional de Proteção e Assistência à Infância, em 1933, passando pela Primeira Jornada Brasileira de Puericultura e Pediatria, em 1947, e pelos Congressos Brasileiros de Pediatria (nomeados assim a partir de 1965), todos os eventos alcançaram nível internacional em seus conteúdos. 

Os cursos pré-congresso, iniciados em 1960, também são conhecidos – e muito concorridos – pela excelência de seu valor informativo nos diversos campos de atuação da Pediatria.

Departamentos Científicos

Os Departamentos Científicos da SBP foram criados por Álvaro Aguiar, em 1961, com o decorrer dos anos foram sendo ampliados, com representantes de todas as regiões do País. 

Representam um instrumento importante para o desenvolvimento das subespecialidades pediátricas e o aperfeiçoamento da pediatria, sendo responsáveis pela elaboração de publicações e realização de congressos muito concorridos. 

Eles foram divididos de maneira a concentrar ações específicas às diferentes áreas de atuação da Pediatria. O objetivo é assegurar a integralidade dos cuidados dispensados à criança e ao adolescente.

Faça do download do Estatuto Social da SBP