COVID-19: Pediatras divulgam recomendações sobre amamentação em lactantes infectadas pelo vírus ou com suspeita

Em virtude da chegada e propagação do novo coronavírus (COVID-19) no Brasil, o Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) preparou uma nota de alerta aos pediatras sobre a amamentação em mulheres que estejam com suspeita ou infectadas pelo vírus. O documento ressalta o posicionamento dos pediatras pela manutenção da amamentação em mães portadoras do COVID-19, uma vez que as principais publicações sobre o tema, até então, indicam que os benefícios do aleitamento materno superam os riscos de transmissão.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA

Conforme publicado no periódico científico The Lancet, foi analisada a presença do vírus no líquido amniótico, sangue do cordão umbilical, leite materno e swab da orofaringe do recém-nascido em pacientes com pneumonia causada pelo COVID-19. Nessas amostras os resultados foram negativos. Portanto, até o momento não há documentação de transmissão vertical durante a gestação e nem no período neonatal, pela amamentação.

Ao mesmo tempo, no consenso dos cientistas chineses há a possibilidade de transmissão vertical do COVID-19 e, por isso, a amamentação deveria ser contraindicada, inclusive em casos suspeitos. Este posicionamento, no entanto, não é acompanhado de qualquer relato de caso que demonstre a transmissão vertical.

RECOMENDAÇÕES – Há ainda duas outras revisões:  uma do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), dos Estados Unidos; e outra do Royal College of Obstetricians and Gynaecologists (RCOG), de Londres (ING). Ambas concluíram que caso a mãe queira manter o aleitamento materno, ela deverá ser esclarecida e estar de acordo com as medidas preventivas necessárias. As medidas são lavar as mãos antes de tocar no bebê na hora da mamada e usar máscara facial durante a amamentação.

Se a lactante não se sentir à vontade para amamentar diretamente a criança, poderá extrair o seu leite manualmente ou usar bombas de extração láctea (com higiene adequada) e um cuidador saudável poderá oferecer o leite ao bebê por copinho, xícara ou colher (desde que esse cuidador conheça a técnica correta de uso desses utensílios).  

REPERCUSSÃO

BEBÊMAMÃE - Amamentação e coronavírus: pediatras tiram todas as suas dúvidas


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520