Departamento de Reumatologia apresenta documento sobre Vasculite por IgA

A vasculite por imunoglobulina A (IgA) – anteriormente conhecida como púrpura de Henoch-Schönlein – é uma doença que acomete predominantemente vasos de pequeno calibre, com manifestações cutâneas, articulares, gastrintestinais e renais. Para orientar os pediatras a respeito da condução dessa patologia, mais prevalente entre crianças e adolescentes, o Departamento Científico de Reumatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) elaborou o documento “Vasculite por IgA deve ser acompanhada em longo prazo?”.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O DOCUMENTO

A publicação informa quais critérios devem ser utilizados para obtenção do diagnóstico da doença, com ênfase na presença de púrpura – geralmente palpável – ou petéquia, predominantemente em membros inferiores e relacionada à dor abdominal, histopatologia, artrite/artralgia ou nefrite.

Além disso, também são apresentados os principais diagnósticos diferenciais da Vasculite por IgA. Entre os mais recorrentes, destaque para as doenças autoimunes sistêmicas associadas às vasculites – como lúpus eritematoso sistêmico juvenil e doença inflamatória intestinal –, doenças autoinflamatórias, infecções, doenças renais e a doença relacionada à IgG4.

“Um aspecto relevante nos pacientes com vasculite por IgA é que as plaquetas nunca estarão diminuídas, sempre normais ou aumentadas. A presença de plaquetopenia sugere outro diagnóstico. As alterações laboratoriais mais comuns são: indicação de anemia aguda; leucocitose moderada; alterações do sedimento urinário; assim como elevações da proteinúria de 24 horas, ureia e creatinina”, ressalta o texto. 

TRATAMENTO – O documento informa, ainda, que o tratamento da patologia deve ser inicialmente direcionado para a identificação e remoção dos possíveis agentes etiológicos envolvidos no processo. Diferentes medicamentos estão indicados para os casos de púrpuras recidivantes ou crônicas, artrite, sintomas gastrintestinais, nefrite grave e outros, conforme a necessidade clínica do paciente.

De acordo com a publicação, também é fundamental o acompanhamento com reumatologista pediátrico para todas as crianças e adolescentes que têm o diagnóstico de vasculite por IgA, com avaliações periódicas da função renal por toda a vida.  

O Departamento Científico de Reumatologia da SBP é composto pelos drs. Clóvis Artur Almeida da Silva (presidente); Maria Odete Esteves Hilário (secretária); Adriana Rodrigues Fonseca; Claudia Saad Magalhães; Flávio Roberto Sztajnbok; Margarida de Fátima Carvalho; e Paulo Roberto Stocco Romanelli. Também contribuiu para a elaboração do documento, a dra. Izabel Mantovani Buscatti (colaboradora).

Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520