Impacto de vazamento de óleo à saúde ainda é baixo, mas contato deve ser evitado, diz ministério

Publicado em 31 de outubro de 2019 - por Natália Cancian

Uma avaliação feita pelo ministério da Saúde sobre os riscos do vazamento de óleo no litoral do Nordeste aponta que, apesar da amplitude, o impacto à saúde pública neste momento é baixo. 

A afirmação, a qual consta de boletim que será divulgado nesta quinta-feira (31) pela pasta, considera parecer de técnicos e dados recebidos de secretarias de saúde.

O ministério, porém, reforça o alerta para que voluntários e população não entrem em contato com a substância e para que profissionais de saúde notifiquem atendimentos.

COBRANÇA DE ENTIDADES

Ao mesmo tempo em que o governo avalia que há baixo risco à saúde neste momento, entidades têm cobrado que sejam adotadas mais ações diante do problema. A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) divulgou nesta quinta um documento em que pede que o governo cadastre todos os voluntários e moradores das regiões afetadas para monitoramento de possíveis efeitos a longo prazo, com atenção especial a crianças. 

Leia mais

Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520