SBP debate vacinação do prematuro e cuidados com o recém-nascido em tempos de pandemia

“Cuidados com o recém-nascido em tempos de pandemia e vacinação do prematuro”. Esse foi o assunto do encontro virtual, promovido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), com apoio da Sanofi Pasteur, na última semana, a fim de atualizar o conhecimento dos pediatras do País, durante a vigência das medidas de distanciamento social. O evento, transmitido por meio de plataforma exclusiva para associados, reforçou a importância de práticas que contribuem para a promoção da saúde integral das crianças.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A LIVE

A presidente do Departamento Científico de Neonatologia da SBP, dra. Maria Albertina Rêgo Santiago, deu início às explanações comentando as possíveis repercussões da Covid-19 no período gestacional, perinatal e neonatal. Conforme salientou a especialista, surtos anteriores de SARS-CoV e MERS-CoV sugerem que grávidas são mais suscetíveis a resultados adversos, quando acometidas por infecções respiratórias.

“Os estudos sobre o SARS-CoV-2 ainda apresentam amostras pequenas. No geral, os resultados demonstram que o risco de morte é semelhante entre as gestantes sem comorbidades e as demais mulheres. No entanto, uma pesquisa recente do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) chama a atenção para um possível risco aumento de hospitalizações entre grávidas, nos Estados Unidos. Por isso, devemos manter cautela, uma vez que muitas informações ainda permanecem desconhecidas”, disse.

Na oportunidade, a dra. Maria Albertina destacou também os estudos em andamento que buscam verificar a possibilidade de transmissão vertical do novo coronavírus da mãe para a criança, ainda em ambiente intrauterino. Até o momento, as poucas evidências apontam que em alguns casos específicos essa modalidade de infecção pode ocorrer.

Além disso, a pediatra demonstrou ainda estratégias de organização dos cuidados ao recém-nascido em unidades perinatais; de otimização da rede de saúde materno-infantil no enfrentamento à pandemia; e outras orientações direcionadas para pais e visitantes de neonatos.

Na sequência, o presidente do Departamento Científico de Imunizações da SBP, dr. Renato Kfouri, prosseguiu com a apresentação científica ressaltando aspectos do esquema de vacinação para prematuros. Segundo pontuou, em muitos casos a imunização desses pacientes tende a ser negligenciada pelas famílias ou pelos próprios profissionais de saúde.

“Os prematuros têm mais chances de adquirir doenças imunopreveníveis e de desenvolver formas graves dessas patologias, sobretudo daquelas que afetam o trato respiratório, como coqueluche, infecções pneumocócicas e bronquiolites. Por isso, é fundamental que os pediatras estejam atualizados sobre como proceder para não permitir o atraso das imunizações”, ponderou.

De acordo com o dr. Renato Kfouri, de modo geral, os esquemas vacinais precisarão ser adaptados para essas crianças. Além disso, é recomendado que os nascidos pré-termo mantenham o aleitamento materno exclusivo até os seis meses, e de forma complementar até dois anos ou mais, assim como evitem frequentar creches e berçários. Todas essas atitudes auxiliam no desenvolvimento imunológico e proteção das crianças.

Ao final das apresentações, ambos os especialistas responderam ainda os questionamentos enviados pelos espectadores da live. Entre os esclarecimentos fornecidos, foram comentados: aplicação de teste de rotina para Covid-19 em parturientes; relação entre coronavírus e síndromes congênitas; uso profilático de antitérmicos e anti-inflamatórios na vacinação de prematuros; e outros tópicos.

Para mais informações sobre as repercussões da Covid-19 na pediatria, acesse https://www.sbp.com.br/especiais/covid-19/ 


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520