SBP participa do lançamento do Programa Reconecte do Governo Federal, em Brasília

Alertar a população para os riscos do uso excessivo de tecnologia e reconectar as famílias. Este é o objetivo do programa Reconecte, recém lançado pelo Ministério da Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A apresentação da ação ocorreu durante o Seminário “Uso Inteligente da Tecnologia: desafio para as famílias e a sociedade”, em Brasília. Na oportunidade, a dra. Evelyn Eisenstein, do Grupo de Trabalho Criança, Adolescente e Natureza da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), representou a instituição e fez exposição sobre o tema.

Em sua palestra, a especialista abordou os problemas decorrentes do uso desregulado das mídias digitais e os riscos alimentares, visuais, auditivos para as crianças e os adolescentes. “Atualmente encontramos no consultório todos os tipos de problemas de saúde, como cyberbullying, transtornos de sono, aumento dos gestos suicidas e de autolesões, transtornos comportamentais, depressão e muitos desses casos ocorrendo precocemente. As famílias não estão sabendo como lidar com os problemas e os serviços de saúde também enfrentam dificuldades”, explicou dra. Evelyn.

Segundo ela, é necessário fazer uma alfabetização midiática com as crianças e seus familiares. “Eles precisam aprender a usar a tecnologia. Precisamos falar qual é o papel dos pais, os valores e sobre os três grandes riscos: de conteúdo, de conduta e de contato. É importante que haja uma mediação parental e, para isso, os pais têm que ser educados nesse assunto”, enfatizou a pediatra.

Na oportunidade, dra. Evelyn também apresentou as ações que a SBP tem feito para conscientizar a população a respeito do tema, como o lançamento dos documentos científicos “Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital” e “Benefícios da Natureza no Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes”.

“É importante buscar alternativas saudáveis; escutar a criança e saber o motivo dela usar o videogame, por exemplo; estabelecer limites e horários de uso; usar os materiais de apoio; usar a classificação indicativa dos produtos. Além disso, é importante também que haja uma política pública não só para desintoxicação, mas também para prevenção e proteção de nossas crianças e adolescentes, por meio de intervenções precoces”, concluiu a dra. Evelyn.

CAMPANHA – O projeto tem início com o lançamento do Programa Reconecte, que propõe a realização de diversas atividades em cinco eixos principais: tecnologia e dignidade humana; responsabilidade digital; tecnologia e saúde; segurança digital e cultura digital. Serão abordados também a relação de doenças com a dependência digital e temas mais delicados, como a pornografia infantil.

Além disso, outros objetivos mais específicos da iniciativa incluem o esclarecimento sobre o uso inadequado das tecnologias e seus efeitos a curto, médio e longo prazo para saúde mental; a informação sobre mecanismos de alerta, controle e regulação comportamental na família e sociedade; a fomentação do uso dos recursos tecnológicos sob a ótica de uma responsabilidade social; entre outros.

Uma das ações que já está traçada é a Campanha Desafio Detox Digital Brasil, que será realizada ainda esse ano, em São Paulo, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Paraná. A proposta é que as pessoas que participarem da inciativa troquem, por um dia, o tempo que gastam utilizando celulares, computadores e outros dispositivos eletrônicos por atividades offline, como exercícios físicos, leituras e passeios.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA MAIS SOBRE O PROGRAMA E A CAMPANHA

SEMINÁRIO – O Seminário contou com a presença de profissionais de diversas áreas: representantes do governo, médicos, advogados, jornalistas e psiquiatras. Entre os temas abordados estiverem “Dependências tecnológicas: novas doenças do século 21?”; “Ciência da persuasão: como o cérebro adoece? Relação com os games e novas tecnologias”; “Qual o papel da escola na educação digital de crianças e adolescentes?”; “Políticas públicas de proteção humana na Era Digital”; e mais.

*Com informações da Agência Brasil e do Ministério da Saúde


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520