SBP presta solidariedade aos pediatras que atendem vítimas do ciclone Idai, na África


A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) emitiu nesta sexta-feira (22) nota de solidariedade à população da região sul da África, que há alguns dias foi atingida pelo ciclone Idai. “A SBP, em nome dos pediatras brasileiros, se coloca à disposição dos pediatras parceiros que estão na África lutando bravamente para ajudar as crianças vítimas dessa tragédia devastadora que atingiu um local já anteriormente desprovido de recursos”, enfatiza a nota.

LEIA AQUI A ÍNTEGRA DA NOTA

A dra. Marcela Damásio Ribeiro, membro do Grupo Executivo do Programa de Reanimação Neonatal da SBP e responsável pelas Relações Internacionais na América Latina e Países de Língua Portuguesa, disse que está em contato com pediatras da África que participaram do treinamento oferecido pela SBP em 2016 e 2018. “É por meio deles que estamos tendo notícias das terríveis dificuldades pelas quais estão passando. Informaram-nos que necessitam de água e soro de reidratação. Estamos trabalhando uma estratégia de fazer chegar até eles algum tipo de ajuda”, comenta.

“Diante de uma tragédia dessa magnitude, com tantas mortes e perdas, os instrutores do Programa de Reanimação Neonatal da SBP se solidarizam e oferecem a ajuda necessária no que for possível a fim de minimizar os impactos na população”, destacaram as coordenadoras do PRN-SBP, dras. Maria Fernanda de Almeida Branco e Ruth Guinsburg.

O vendaval originou-se de uma depressão tropical que se formou na costa leste de Moçambique no início de março e ganhou força à medida que seguiu rumo ao continente. O número de vítimas pode passar de mil (até o momento) e a contagem oficial de mortos está em 84. Estimativa do governo de Moçambique aponta que 100 mil pessoas precisam ser resgatadas e que outras 600 mil foram atingidas por enchentes, deslizamentos e desabamentos provocados pelo Idai.

COOPERAÇÃO – Em 2016 e 2018, um grupo de pediatras mineiros do PRN-SBP, liderado pela ex-presidente da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP), dra. Maria do Carmo Barros de Melo, desembarcou em Moçambique em duas ações diplomáticas para treinar médicos, profissionais de saúde e instrutores no Programa de Reanimação Neonatal. Uma das cidades contempladas foi Beira.

O Projeto de Cooperação Bilateral entre Brasil e Moçambique na área de Reanimação Neonatal é fruto de parceria entre a SMP, a SBP, a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC), a Unicef e a Faculdade de Medicina da UFMG, além de ter apoio da Associação Moçambicana de Pediatria (Amope).

DESTRUIÇÃO – Com ventos de 177 km/h, o ciclone chegou na última quinta-feira (14) à cidade portuária de Beira – onde vivem meio milhão de pessoas – mas as equipes de resgates só conseguiram acesso ao local no domingo. Todos os edifícios foram danificados em maior e menor grau, e a população está sem energia e telecomunicações. As ruas estão cheias de fios de eletricidade caídos e os telhados de muitas casas desabaram.

Primeiro país a ser atingido pelo ciclone, Moçambique viu 90% de sua segunda maior cidade ser destruída pelo Idai. Mais de 1,5 mil pessoas ficaram feridas com quedas de árvores e de telhados. Moradores da cidade se mobilizaram para reabrir as estradas e assegurar acesso aos socorristas. As estradas ainda estão danificadas, mas as rotas aéreas estão liberadas.

*Com informações do site BBC


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520