SBP solicita ao Governo a revisão dos valores das bolsas de residência médica

Pela qualidade de vida dos cerca de 35 mil residentes médicos dos País, em especial do que participam dos programas de pediatria, nesta quarta-feira (12), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) manifestou publicamente seu apoio à reivindicação desses profissionais para que o Governo Federal patrocine o reajuste dos valores pagos em suas bolsas.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A MOÇÃO DE APOIO

O assunto está sendo tratado no âmbito dos Ministérios da Educação e da Saúde a pedido da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) que, recentemente (6 de fevereiro), formalizou seu pedido aos técnicos do Governo. Na oportunidade, representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB) acompanharam as discussões, que devem seguir em nova rodada, nos próximos dias.

Atualmente, um médico residente percebe um valor bruto de R$ 3.330,43 por mês. Esse é montante repassado desde 2016 a esses profissionais em fase de formação com especialistas em medicina por uma jornada de 60 horas semanais. “Nós, que já passamos por esse processo, sabemos das dificuldades enfrentadas. Não é por acaso que muitos dos residentes sucumbem a problemas como estresse, depressão e Síndrome de Burnout”, disse a presidente da SBP, dra Luciana Rodrigues Silva.

Segundo ela, muitos dos residentes, para aumentar sua renda e pagar dívidas, acabam assumindo outros compromissos de trabalho, como plantões extras, o que traz sobrecarga e fadiga. “De um lado, percebemos que esse desgaste tira a atenção a um momento essencial da formação dos especialistas; de outro, faz com a fadiga aumente a possibilidade de um atendimento inadequado”, ressaltou a presidente, que espera “sensibilidade” dos gestores para com o tema.

Projeto de Lei - Além dessa discussão em curso, a remuneração dos residentes deve ganhar novo folego nos próximos meses. O Projeto de Lei nº 2803/19, do deputado federal Luiz Antônio Teixeira Jr. (PP-RJ), que propõe equiparar o valor da bolsa do médico residente ao do participante do Programa Médicos pelo Brasil (atualmente em torno de R$ 12 mil mensais com adicionais para locais remotos).

O PL está na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. O relator, deputado Célio da Silveira, já apresentou um parecer pela aprovação do projeto. A votação deverá ocorrer em março. Depois, o PL ainda passará por outras duas comissões: Finanças e Tributação, e de Constituição e Justiça.


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520