Atividade física e alimentação saudável serão reforçadas nesse Dia da Conscientização contra a Obesidade Infantil

postado 06/02/2020

Nesta quarta-feira (03), é celebrado o Dia da Conscientização contra a Obesidade Infantil. A data tem como objetivo alertar toda a sociedade sobre a importância das atividades físicas e de uma alimentação saudável entre as crianças. A iniciativa conta com o apoio do Departamento Científico de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Cerca de 13% das crianças brasileiras de cinco a nove anos sofrem de obesidade, segundo dados do Ministério da Saúde. Além disso, de acordo com um estudo publicado em 2017 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), há 124 milhões de crianças e adolescentes obesos em todo o mundo.  De acordo com a presidente do Departamento Científico de Nutrologia da SBP, dra. Virgínia Weffort, é muito importante que o pediatra e toda a sociedade participem ativamente na prevenção da obesidade.

“É necessário estimular o aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Após essa idade, junto como aleitamento materno, deve-se ter uma alimentação complementar saudável, com todos os nutrientes. Além disso, é necessário evitar os alimentos ultraprocessados, com excesso de gordura, açúcar, e sódio, por exemplo”, salienta.

A obesidade de causa nutricional ou exógena é a mais frequente e está diretamente associado à alimentação inadequada, sedentarismo e problemas emocionais. Existem alguns períodos críticos durante a vida nos quais é possível ocorrer o aumento do número de células adiposas (hiperplasia): último trimestre da gravidez; primeiro ano de vida; adolescência. 

Além disso, existem ainda alguns fatores que têm relação com o início da obesidade, tais como os genéticos, fisiológicos, metabólicos, ambientais e comportamentais, sendo que os dois últimos podem diminuir ou aumentar a ocorrência dos anteriores. Por isso, a nutróloga também reforça a importância de sempre abordar o tema nas consultas pediátricas com as crianças e seus familiares, pois os pais e/ou responsáveis fazem parte de um pilar primordial na prevenção da obesidade. 

“A família é o modelo na infância e adolescência, logo, se os pais e/ou responsáveis se alimentam de modo adequado e se exercitam, as crianças e os adolescentes seguirão o exemplo. Contudo, da mesma forma, se a família possuir hábitos ruins, eles passarão para a criança também. Desse modo, o pediatra deve falar sobre essa questão desde o pré-natal porque tem que orientar a mãe sobre os alimentos que está ingerindo”, explica. 

CONFINAMENTO – Outra questão abordada pela pediatra é a importância de se manter uma alimentação equilibrada e saudável, além prática de atividades físicas, durante o confinamento provocado pela pandemia do novo coronavirus (COVID-19).

“Atualmente é necessária uma atenção especial para a alimentação. As crianças estão ficando em casa e acabam comendo o dia todo, então, é importante que as refeições tenham ainda um horário estipulado e sejam mantidas as atividades físicas. Essas atividades podem ser brincar, pular corda, dançar ou ajudar em algumas tarefas domésticas, por exemplo, para que as crianças possam gastar energia. É importante que elas não fiquem o dia inteiro vendo televisão ou mexendo em smartphones e tablets”, enfatiza dra. Virgínia.

ATUALIZAÇÃO – Tendo em vista a relevância do assunto, a SBP lançou, em outubro de 2019, a terceira edição do Manual de Orientação Obesidade na Infância e Adolescência produzido pelo DC de Nutrologia. Em 240 páginas, os 28 autores tratam de temas como fisiopatologia, dislipidemia, alterações dermatológicas, síndrome metabólica, atividade física visando promover uma vida saudável, entre outros.

O documento foi elaborado pelos membros do Departamento Científico de Nutrologia com participação em experts na área, organizado pela dra. Virgínia Weffort, e revisado pelos drs. Dirceu Solé e Luciana Rodrigues Silva (diretor dos Departamentos Científicos e presidente da SBP, respectivamente), o manual tem por objetivo principal tratar diretrizes para auxiliar ao pediatra no seu cotidiano a utilizar ferramentas simples para estimular a prevenção, estabelecer o diagnóstico, complicações, comorbidades, tratamento, prognóstico e o seguimento de crianças e adolescentes obesos.

Além disso, o primeiro módulo do novo ciclo (nº XXII) do Programa Nacional de Educação Continuada (Pronap) da SBP, aborda temas sobre Nutrologia, com ênfase em aspectos relacionados à obesidade infantojuvenil, sendo eles: “Orientações práticas para o tratamento da criança e do adolescente”; “Vitamina D” e “Dislipidemia”. CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO. 


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520