carregando...

Pediatras podem deixar salas de parto em cesáreas de baixo risco

Saiu na imprensa 13/05/2015

Tempo Cidades

 

SUS lançou consulta pública sobre o tema, mas, se aprovada, medida vale para todas as maternidades

Por Bernardo Almeida – 13 de maio de 2015

Cesarianas realizadas em todo o Brasil podem deixar de contar com a assistência de um médico pediatra. A possibilidade está sendo discutida por meio de uma consulta pública lançada no site do Sistema Único de Saúde (SUS) em 23 de abril. Se a mudança virar realidade, o profissional poderá ser substituído por outro de qualquer especialidade ou mesmo por um enfermeiro. O Ministério da Saúde não admite, mas médicos acreditam que essa seria uma estratégia para driblar a falta de pediatras, em especial em áreas mais afastadas dos grandes centros.

Recusa. Em seu site, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) publicou documento contra a sugestão do SUS. A seção mineira da entidade também rejeitou a proposta. “Melhoramos muito, mas a mortalidade neonatal no Brasil, responsável por 70% da mortalidade infantil no país, mostra que precisamos ainda fazer um grande esforço tanto na assistência para a mãe quanto para o recém-nascido”, afirma a presidente da entidade, Raquel Pitchon do Reis.

Leia mais