carregando...

I Fórum Internacional de Educação Pediátrica reúne no CBP professores de vários países

SBP em Ação 09/10/2015

capa-forum-gpec

No próximo dia 14, durante o Congresso Brasileiro de Pediatria, no Rio de Janeiro, a SBP realizará o I Fórum Internacional de Educação Pediátrica. O objetivo é debater as questões mais relevantes da atual formação do pediatra. Terão destaque assuntos como o novo Currículo Pediátrico Global e a Residência em Pediatria de três anos.

 O novo Currículo foi elaborado pelo Consórcio Global de Educação Pediátrica (GPEC) – aliança formada por 20 instituições nacionais e regionais que representam mais de 50 países, como China, Japão, Estados Unidos, Alemanha, além do Brasil. O objetivo é abranger a complexidade da medicina da criança e do adolescente na atualidade.

Documento importante

O currículo é um documento reconhecido pela comunidade de educação médica internacional. Apresenta, de maneira estruturada, os conhecimentos, habilidades e competências necessárias a um pediatra hoje. A elaboração do instrumento contou com participação ativa da SBP, que trabalha para contribuir para a melhoria do conteúdo ensinado aos residentes, para a qualidade dos cuidados prestados à população e colabora com as instituições universitárias e serviços em geral, para que possam oferecer o conteúdo aos jovens, valorizando a profissão.

Nada acontece por acaso

Aprovada em 2013 pela Comissão Nacional de Residência Médica do MEC, para alguns serviços, a Residência em Pediatria de três anos foi proposta pela SBP, que luta por isso há anos. O motivo do esforço coletivo dos pediatras é a necessidade de constituir um modelo mais adequado à formação profissional.

- Na América do Sul, o Brasil é o último país que ainda convive com programas de residência em pediatria de apenas dois anos. Na Argentina, são quatro. Nos Estados Unidos e Europa, o tempo varia de três a cinco anos –, salienta Eduardo da Silva Vaz, presidente da SBP. A nova proposta está sendo implementada desde 2014.

O evento agora

O Fórum debaterá também outros temas, como “Educação pediátrica continuada”, “a importância das entidades médicas para a qualidade da educação profissional no país” e “Processos de avaliação e certificação da residência em pediatria”, reunindo especialistas do Chile, Argentina, Bolívia, Estados Unidos e dirigentes do GPEC. “O objetivo do evento é projetar e consolidar avanços na capacitação do pediatra”, finaliza o dr. Eduardo.