carregando...

SBP entrega mais de seis mil assinaturas ao Ministério da Saúde solicitando a disponibilização da adrenalina autoinjetável

SBP em Ação 04/02/2016

canstockphoto0358652

Os especialistas em Alergia e Imunologia Pediátrica da SBP, Dennis Burns e Raquel Pitchon, estiveram em Brasília, dia 27 de janeiro, em uma audiência com a coordenação da Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde. O objetivo foi apresentar o abaixo-assinado solicitando a disponibilização imediata da adrenalina autoinjetável para os pacientes que necessitam. Mais de 1.300 assinaturas físicas foram recolhidas durante o 37º Congresso Brasileiro de Pediatria, em outubro passado, no Rio de Janeiro e mais de cinco mil assinaturas virtuais resultaram da petição eletrônica realizada pelo Departamento de Alergia e Imunologia da SBP. Os representantes foram recebidos por Paulo Bonilha, então coordenador da Área. Além disso, por teleconferência, se reuniram também com a diretora do Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde do Ministério da Saúde, Clarisse Petramale.

Dentre as questões, foram discutidas novas estratégias para o avanço do processo. Ficou definido que a SBP fará uma pesquisa em relação ao custo do medicamento em outros países. “O grande obstáculo é a falta de um laboratório que comercialize o produto no Brasil. É um processo difícil e estamos trabalhando para que aconteça”, frisa dr. Dennis Burns, diretor da SBP responsável pela coordenação dos Departamentos Científicos.

A adrenalina autoinjetável está sendo indicada “não apenas para pacientes com anafilaxia, mas também para os que sofrem com asma grave e que correm risco de crises potencialmente fatais fora de ambiente hospitalar”, explica a dra. Raquel Pitchon, que integra o Departamento de Alergia e Imunologia da Sociedade Brasileira de Pediatria.